sábado, 23 de janeiro de 2010

Seia não pode aceitar retirada de aviões

Diz o Jornal Porta da Estrela, que o Aeródromo de Seia corre o risco de vir a perder os meios aéreos pesados de combate a incêndios. Ou seja os dois aviões aerotanques pesados, anfíbios, que operam em Portugal durante os meses de Junho a Outubro e que estacionam em Seia podem “voar” para outra terra.

Esta é uma notícia que não pode corresponder à verdade. Recuso-me a admiti-la sequer. Por isso, quer o Presidente da Câmara, Carlos Camelo, quer a Assembleia Municipal, quer o próprio PS de Seia, liderado por Eduardo Brito não podem admitir que tal venha a acontecer. O governo PS tem de discriminar positivamente o Interior, e não pode vir agora com argumentos falaciosos de que Ponte de Sor tem mais condições do que Seia. Antes de ser uma posição económica, esta questão é política, pelo que Seia se recusa, tem de recusar-se a aceitar este “desfalque” e “arrombo” no seu desenvolvimento.

Nem que a população tenha de organizar-se e reivindicar a permanência destes meios aéreos em Seia.

Esta é uma conquista de Seia, é um direito que lhe assiste. Só nos faltava esta, levarem os poucos meios que o aeródromo dispõe, numa altura em que se pedem novos investimentos para o concelho, em face da crise que se alastra. Seia e o PS não podem admitir sequer que o governo Sócrates lhe faça esta “desfeita”. O facto de os aviões aqui estacionarem, para além de cumprir a sua função de plataforma importante no combate aos fogos, devido à sua centralidade, contribuem para algum dinamismo económico, que pouco ou muito sempre ajuda.

Se o Secretário de Estado da Protecção Civil, Vasco Franco não tem esta visão e não vê a importância que um investimento destes tem para o Interior do país, porque esteve muitos anos instalado na Capital, teremos que recorrer ao Primeiro-Ministro ou mesmo ao líder da bancada socialista na Assembleia da República, Francisco Assis, que até foi eleito pela Guarda. Seia não pode esperar, não pode conformar-se com qualquer decisão apressada deste ou de outro membro do governo, que teimam em não olhar como deve ser para o interior do país.
Por mim, vou até ao fim...

3 comentários:

Cagido disse...

Agora o sr. Branquinho pode ver finalmente quem é Sócrates e o seu PS. Nós aqui em Anadia encerraram-nos um serviço de urgência de excelente qualidade, até fazia a triagem de Manchester e tinha certificado de qualidade, com fiscalizações rigorosíssimas, de uma organização estrangeira. Como aqui pela nossa terra bairradina o concelho é de cor política oposta ao rosa, levámos por tabela. PS de Sócrates nunca mais!

Seia ainda vai sofrer mais, com muita pena minha, pois também me considero senense, dado ter vivido quase 30 anos em Santiago, onde tenho lá a minha família.

Cagido disse...

Agora o sr. Branquinho pode ver finalmente quem é Sócrates e o seu PS. Nós aqui em Anadia encerraram-nos um serviço de urgência de excelente qualidade, até fazia a triagem de Manchester e tinha certificado de qualidade, com fiscalizações rigorosíssimas, de uma organização estrangeira. Como aqui pela nossa terra bairradina o concelho é de cor política oposta ao rosa, levámos por tabela. PS de Sócrates nunca mais!

Seia ainda vai sofrer mais, com muita pena minha, pois também me considero senense, dado ter vivido quase 30 anos em Santiago, onde tenho lá a minha família.

Diogoh disse...

Concordo plenamente com o Senhor,e até acrescento que se precisar de ajuda para divulgar esta iniciativa de organizar uma manifestação conte comigo