terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

Movimento associativo no concelho - Santiago dá o exemplo

O Movimento de Jovens de Santiago comemora no próximo dia 24 de Fevereiro o seu 9º Aniversário com um programa recheado de "coisas boas", não apenas o lanche para todos os sócios e convidados, mas também o karaoke que se realiza na noite de Sábado e a actuação e arruada da Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de São Romão.
A Direcção conta com os sócios para tornar o dia do aniversário uma data marcante para todos.
É iste espirito que que é preciso enraizar cada vez mais nas nossas terras - o espirito associativo e a são camaradagem! O Concelho de Seia tem muitas associações nas freguesias que precisam de acordar da letargia em que se encontram mergulhadas.
Como diz o Sérgio Godinho, na sua canção, - "A vida é feita de pequenos nadas".

8 comentários:

Anónimo disse...

Tem razão mas o problema é que há muitas associações que podiam estar bem melhor do que estão e pela inércia e falta de vontade dos dirigentes, não saiem da "cepa torta", "enterrando-as cada vez mais" e quem perde com tudo isto são as populações que muitas vezes são privadas de melhores serviços por falta de vontade dos dirigentes. Ainda recentemente numa reunião ouvi um presidente de junta de uma freguesia do concelho de seia dizer que na aldeia "dele" não há pobreza. Ora, quem conhece a terra que se trata sabe bem que há e não é pouca. Por vezes é dificil aceitarem em publico a miséria que grassa por aí e quem fala a verdade por vezes ainda é visto de lado porque não interessa haver vozes dissonantes. É hora do associativismo dar as mãos e trabalhar em prol das suas comunidades e do seu concelho. FORÇA SEIA, FORÇA SERRA DA ESTRELA.

Anónimo disse...

Tanbém concordo. Basta ver o que se passa na Banda de Seia e o que aconteceu ao União. E o que irá por aí, por esse concelho fora.

Antonio Fernandes Pina disse...

A juventude é a força do nosso País.
Eu confio e acredito que os jovens são capazes de fazer mais e melhor que a minha geração.
É preciso lembrar que as Autarquias e o Governo devem apoiar e criar condições para que estes jovens tenham um futuro digno.
Quero felicitar o MJS pelo seu 9º. aniversário, e que o espírito associativo nunca se perca. É essêncial para o desenvolvimento económico e social do nosso concelho.
O associativismo tem que ser repensado. A C.M.S. tem que criar um departamento específico para as colectividades e acompanhá-las para ouvir delas as suas preocupações e necessidades, e ao mesmo tempo transmitir-lhes linhas de orientação.
As associações devem constituir um grupo alargado de pessoas, todos são necessários, mas uma direcção tem de ter as melhores pessoas para ocupar cargos que hoje exigem grande responsabilidade e conhecimento. Não pode ser Presidente do Conselho Fiscal um indivíduo sem conhecimentos de contabilidade. Não pode ser Presidente de uma associação um indivíduo que não tenha um programa eleitoral pensado na sua plenitude.
Compreendo perfeitamente e aceito as preocupações dos dois primeiros comentadores, e reconheço-lhes uma grande vontade como eu de melhorar as condições das nossas colectividades. É preciso dar dois murros na mesa e gritar bem alto que o associativismo não tem cargos remunerados, e que todos são poucos para engrandecer o nosso concelho.

Anónimo disse...

Muitos Parabéns ao seus fundador e director Joel Moreira Ramires!!!

Alexandre Fernandes disse...

As associações estiveram durante anos viradas para actividades desportivas, principalmente futebol. O fim ou quase do mesmo no concelho levou ao desaparecimento de muitas, ou quase á passagem das mesmas a cafés. Ainda existem algumas com actividades, quer desportivas quer Culturais, mas que não dão a visibilidade do futebol. As pessoas que estão á frente das mesmas podem ter que mudar a forma de estar, mas não são os únicos, onde estão as politicas desportivas?

Alexandre Fernandes disse...

Quero deixar os parabens ao Movimento de Jovens de Santiago pelo aniversário

teresa disse...

"Por quem os sinos dobram?" As gentes vestem-se de negro, as ausências vão ganhando lugar num vazio de histórias esquecidas. Há outros que vão para longe e as casas ficam vazias... Um dia, vão encher-se de enfeites que falam outras línguas!..

Para vocês MJS, parabéns pela vossa determinação, pelo olhar o futuro sem esquecer as raízes e as tradições que perpetuam a cultura de uma comunidade.

Um abraço

Teresa

Anónimo disse...

hi, good site very much appreciatted