domingo, 25 de maio de 2008

Vem aí boas noticias para Seia no que se refere a vias de comunicação

Desde a primeira hora que fui eleito deputado municipal e me candidatei ao Partido Socialista que tenho posto no discurso e na agenda politica a questão das vias de comunicação para Seia, considerando-a a mais prioritária.
Fui mesmo algumas vezes “aconselhado” a não ser tão repetitivo e até acusado por “não ser criativo e falar sempre do mesmo”. Contudo, dê-se as voltas que se der, ou há itinerários complementares para Seia ou este mandato não se salva. Podem anunciar-se outras obras ou outras iniciativas, mas se não nos desencravarem do buraco, não haverá politicas que resistam a esta interioridade.
Por isso, foi com satisfação que registei o facto de se ter realizado em Seia uma reunião com os Presidentes das Câmaras da região, governadores civis e Secretário de Estado das Obras Públicas. Também registei com agrado o facto de estar para breve o anuncio de José Socrates das vias de comunicação para esta região. E tanto melhor ainda, quanto o cenário escolhido será o cenário C, que contempla um nó em Torroselo, irradiando dali seguimento para Viseu, Coimbra, Guarda e Covilhã. Ou seja, Seia gozará do seu estatuto de centralidade, beneficiando também o concelho vizinho de Oliveira do Hospital.
Posta da parte ficara a solução dos túneis.
Vamos aguardar pelo anuncio oficial dos próximos dias, com a satisfação de constatar que o governo vai por mãos à obras, mas com as cautelas que anúncios desta natureza representam, não desarmando nem “aliviando a pressão, porque até “ao lavar dos cestos é vindima”, uma vez que nesta como em muitas matérias, “só ver para crer”.

1 comentário:

Chico disse...

É bom lembrar ao concelho de Seia que: "O General vai sempre à frente e não a trás". Será que o General ainda vai à frente ou está prestes a recuar? Há mais Generais no activo? E na reserva? Na reserva sei que sim. No activo tenho grandes dúvidas. Embora se diga que estão prontos 25 Generais devidamente preparados e que sabem de tudo - ambiente, saúde, cultura, educação, urbanismo, agricultura, comércio, etc.
Penso que a saída do General nas condições em que se encontra o Quartel General neste momento deve responsabilizar-se pelos activos e passivos na hora da saída, informando o concelho de Seia da verdadeira situação em que nos encontramos, e qual a proposta de sucessão que nos apresenta no momento. Em 2009 é tarde.
Na hora de podermos a curto prazo ter vias de comunicação é preciso que se pense já nas infraestruturas urbanas como seja a políca e necessidade de estacionamento.
O QREN poder-nos-à trazer alguns benefícios, mas as promessas que tenho ouvido de Dirigentes políticos concelhios não são assim tão fáceis de concretizar com o apoio do QREN. E de promessas estamos cheios como seja: "A Casa do Estudante na Praça da República no prédio DR. Calisto" e "Museu de Arte Sacra no Solar da família Botelho", etc.
É curioso que ninguém põe entraves a ninguém. Uns falam e outros apoiam, e depois tudo falha.
Atenção ao QREN!... Os jovens também precisam que se fale deles no bom sentido, é claro.
Para si Dr. M.J.B.
Um grande abraço
Do sempre amigo
Assina: António Fernandes Pina.