segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Mais de 500 documentários de ambiente oriundos de 40 países concorreram à edição deste ano

Apresentação do Cine’Eco em Lisboa

A apresentação do Cine’Eco 2008 decorreu no passado dia 3 de Outubro ao fim da tarde em Lisboa, na Loja da EDP / Sustentabilidade, ao Marquês de Pombal.

Perante uma assistência de cerca de 50 convidados, entre eles parceiros e “amigos do Cine’Eco”, o Presidente do Município de Seia destacou a importância do Festival e o empenhamento da autarquia para dar continuidade a este evento de dimensão internacional. Eduardo Brito, aproveitou para criticar a falta de apoio do ICA, destacando no entanto a disponibilidade da EDP e da AIBT Serra da Estrela.

Por sua vez, Lauro António, Director Técnico do Festival fez a apresentação da edição deste ano, dando conta que este ano concorreram mais de 500 documentários, oriundos de cerca de 40 países, dos quais foram seleccionados 65 na categoria internacional e 21 na competição lusofona. Este ano a organização criou uma secção denominada “Panorama Informativo” onde serão exibidos 33 documentários, extra-competição.

Para promover o cinema de qualidade, o Cine Eco criou Secções Paralelas, como “Outras Terras, Outras Gentes”, que pretende difundir um cinema menos visto pelo grande público, mas de grande qualidade, de cinematografias não muito habituais no nosso país. Em 2008, serão exibidos no cineteatro da Casa da Cultura os filmes: Caramel, Tropa de Elite, O Lado Selvagem, Sabor do Amor, Haverá Sangue, Dot.com, O Segredo de um Cuscuz, O Sabor da Melancia, Sweeney Todd, Corações, Michael Clayton, O Acontecimento e Promessas Perigosas.

Anualmente, o Cine Eco exibe ainda alguns “Clássicos”. Este ano o escolhido é “Blade Runner”, de Ridley Scott, uma genial antevisão de um inquietante mundo do futuro, onde a questão ambiental não deixa de estar presente.

“O Amor do Cinema” destaca três nomes grandes do cinema que desapareceram este ano: Dino Risi, mestre da comédia Italiana, e Sydney Pollack e Paul Newman, realizadores e actores dos mais marcantes das últimas cinco, seis décadas do cinema norte-americano.

Para sublinhar a oficialização da Geminação Cine Eco – FICA, Seia – Goiás, será apresentado um pequeno ciclo de obras audiovisuais de Goiás.

No ano em que se comemoram 50 anos sobre as fraudulentas eleições de 1958, será homenageada a figura do General Humberto Delgado, com uma sessão onde estará presente a filha do General sem Medo, a historiadora Iva Delgado, e durante a qual serão exibidos filmes de Francisco Manso e Lauro António.

“Animação + Aventura” é o ciclo dedicado ao público infantil e juvenil, em idade escolar, conservando uma relação íntima com as escolas e as crianças. Por isso, no Cineteatro da Casa da Cultura serão exibidos os filmes “Wall.E”, “O Panda do Kung Fu”, “A Ilha de Nim”, “O Incrível Hulk”, “Persépolis”, “O Cavaleiro das Trevas” e “Blade Runner – Versão Final”.

Um conjunto diversificado de actividades paralelas farão igualmente parte da programação, com destaque para um concerto com Rodrigo Leão & Cinema Ensemble, na abertura do Festival, um concerto com Viviane, um cordão humana com mais de mil pessoas em prolo do ambiente, uma conferência sobre “territórios de baixa densidade”, exposições, workshop’s, concursos de montras, concursos escolares, etc.

Do Júri Internacional, entre outros farão parte Linda Moreira e Mara Jardim de Goiás (Brasil), Fernando Dacosta, Lídia Franco, Uxia Blanco e Anxo Santomil de Espanha, Etzel Baez da Republica Dominicana, Margarida Ruas, Ana Reis, Luis Morgadinho.

Na competição Lusofona, o Júri será constituído por Lisa França (Brasil), António Colaço, Celina Pereira, Nuno Almeida, Juliana Torcato Luiz.

O Júri das Extensões por diversos representantes dos organismos que fazem parte da rede de extensões do Festival: Lisboa, Açores, Aveiro, Albufeira,...
E o Júri da Juventude constituído por Rita Correia, Regina Babo, Jorge Antunes, Lídia Madeira, Ricardo Herdeiro, Tânia Espirito Santo,...


http://cineeco2008.blogspot.com/
www.cineeco.org

1 comentário:

Cagido disse...

Felicidades para o Cine Eco deste ano.